Entenda porque fazer parte de uma comunidade maker impacta os resultados do seu negócio

Os espaços de coworking se firmaram como uma excelente alternativa de trabalho para profissionais autônomos e startups. Os ambientes compartilhados permitem uma troca rica, favorável à inovação e ao florescimento de novas ideias e parcerias.

No FAZ, além do espaço de trabalho compartilhado, o ambiente de criação diverso tem gerado resultados muito positivos para nossos clientes e seus negócios. Conheça alguns deles:

Economia  e eficiência operacional

Designer de produto há mais de 20 anos em uma empresa de tecnologia para a área médica e hospitalar, Sérgio Wenceslau costumava prototipar suas criações na China, em um processo que durava no mínimo 2 meses e custava mais de 20 mil reais por protótipo.

Com acesso fácil às máquinas de impressão 3D, corte a laser, formadora à vácuo e outras ferramentas, ele substituiu grande parte do antigo processo pela prototipação rápida, reduzindo o investimento de seus clientes a despesas com materiais e a mensalidade do FAZ. “Fazendo meus protótipos no FAZ, também consigo acompanhar de perto todas as etapas de prototipação, fazer mais testes e, consequentemente, faço menos ajustes na matriz”

Inovação

A Unitec, uma das maiores empresas de semicondutores do hemisfério sul, recentemente desenvolveu uma solução totalmente inovadora aplicando Internet das Coisas para a área de saúde. Para conseguir chegar ao produto final, fizeram praticamente uma imersão no FAZ, discutindo o projeto, estudando soluções de design e realizando testes. Depois de alguns dias, conseguiram um protótipo pronto, funcional e muito diferente da ideia incial.

“Chegamos aqui com um conceito já desenvolvido. Com a consultoria da equipe do FAZ fizemos toda a readequação do protótipo, redimensionamento das peças e dos cortes. Revimos também nossas escolhas de material para que o projeto pudesse ser, de fato, funcional”, conta o Sandro Torres, coordenador do projeto.

Colaboração

Estar em um ambiente maker foi o principal motivador para que Luiza Dantas, da Kalapa Chocolates, insistisse na fabricação de seu separador de cascas de cacau. “Tenho um histórico de abandonar projetos quase terminados e, por pouco, o separador não seguiu esse caminho”. Depois de alguns dias examinando as possíveis soluções para seu equipamento, Luiza confessa que sentiu vontade de abandonar o projeto e simplesmente importar um pronto.

Com a colaboração da equipe do FAZ na sugestão de materiais e possibilidades de adequações no projeto original, Luiza seguiu até o fim. E ter fabricado seu próprio separador ainda proporcionou uma otimização de recursos para sua empresa. “O ambiente é muito inspirador e motivador”, conta.

Leia mais sobre a história da Kalapa Chocolate aqui.

Parcerias

Desde que Gustavo Nébias, fundador da Mobri, passou a fabricar seus brinquedos na oficina do FAZ, conheceu pessoas chave para o crescimento do seu negócio. Foi a Marta Alencar, criadora da personagem Tina Descolada, que o apresentou à Aldeia Jabuticaba, um espaço infantil com quem firmou diversas parcerias. A colaboração inclui a criação de um cenário em papelão no espaço kids do Pátio Savassi, um dos shoppings mais importantes da capital.

“No FAZ, também conheci o Agnaldo Pinho, fundador da Bonecaria e da Traquitana, loja que se tornou um dos pontos de venda dos meus produtos em Belo Horizonte. Fora a participação em eventos como a Finit, maior feira de inovação do estado, que me abriu muitas portas”, conta Gustavo.