Conheça os tipos de impressora 3D

Este é mais um post da série que tenta desmistificar a impressão 3D. Depois desse post aqui, vou falar um pouco das tecnologias usadas pelas impressoras. Sim, não existe a impressão 3D, existem AS impressões 3D!

DLP/SLA (Digital Light Processing / Stereolitography)

São dois processos bem semelhantes. Em ambos os casos, o processo consiste em expor um plástico ou resina líquida à ação de uma luz que endurece o material para formar o objeto. A diferença entre um e outro é o tipo de luz utilizada. Estas impressoras conseguem construir uma camada inteira de cada vez, de forma que o resultado final é mais rápido e melhor em termos de qualidade, porém com custo e complexidade de manejo maiores também.

FDM (Fused Deposition Modeling)

A maioria das impressoras que a gente vê por aí (incluindo as que temos no FAZ) é do tipo FDM, ou seja, “fused deposition modeling”. É um processo demorado, mas que permite a produção de protótipos funcionais ou até mesmo produtos finais, dependendo do material utilizado. Estas impressoras funcionam com filamentos que são esquentados e depositados camada a camada. Ao tomar contato com a camada anterior o plástico esfria e se funde, formando o objeto.

SLS (Selective Laser Sintering)

Semelhantes às SLA, a principal diferença é que usam pó em vez de líquido. Como o nome diz, um laser modifica a propriedade do pó. Eu acho um dos processos mais mágicos, é muito legal retirar um objeto pronto de dentro de uma montanha de pó! Mas é um processo caro e raramente encontrado em makerspaces, sendo mais comuns em ambientes industriais ou acadêmicos.

SLM (Selective laser melting)

Semelhante às SLS, utilizam um laser super potente pra derreter e fundir um pó metálico.

EBM (Electronic Beam Melting)

Semelhante ao SLM, trabalha com laser e pó metálico. A diferença está nas características do laser utilizado, enquanto na SLM são lasers de altíssima potência, nas EBM é utilizado um raio de elétrons.

Tem mais??

Essa lista não é exaustiva. Existem diversas outras tecnologias e graças à cultura open source qualquer pessoa pode baixar um projeto de impressora e modifica-lo de acordo com sua necessidade e vontade. A maioria dessas impressoras que a gente vê no dia-a-dia são baseadas no CNC, ou Comando Numérico Computadorizado, que permite o controle simultâneo de vários eixos, através de uma lista de movimentos escrita num código específico chamado código G. É por isso que a gente vê impressoras pra imprimir usando chocolate em vez de filamento, ou concreto… ou escrever em ovo… ou até mesmo fazer tatuagem! What a wonderful time to be alive!

Gostou? Venha ver de perto e saber mais sobre impressão 3D, venha nos fazer uma visita!

By | 2016-12-14T16:13:17+00:00 agosto 7th, 2016|mundo maker, Uncategorized|Comentários desativados em Conheça os tipos de impressora 3D